Florianopolis

Famosa por suas praias, pelo windsurf e pela vela, Florianópolis é um daqueles destinos imperdíveis. A ilha de Santa Catarina, no sul do Brasil, é cheia de contrastes. Em seus 58 quilômetros de extensão e 18 de largura, possui mais de 40 praias oficiais e algumas escondidas. E tem mais: sua lagoa de água salgada da Lagoa da Conceição atrai milhares de turistas todos os anos..

Aqui está um ranking com os melhores e o que fazer em cada um:

Canasvieiras

É a praia mais antiga do estado de Santa Catarina. Fica no norte da ilha, entre Jurerê e Cachoeira do Bom Jesus. É uma das preferidas dos turistas argentinos e uruguaios por suas águas mornas e calmas, além da vida noturna.

Mas não se trata apenas de praia. O bairro que funciona como uma cidade pequena: tem de tudo! Desde um posto de saúde, agências bancárias, hipermercados 24 horas até um pequeno centro comercial. Se o idioma é o que o preocupa, não se preocupe: muitos dos estabelecimentos têm funcionários bilingues.

Perto de sua costa fica a Ilha Francesa, Ilha do Francés, que você pode visitar. Para acessar você tem várias opções: jet ski, barco, caiaque, banana ou barcos para alugar.

Praia da Joaquina

Localiza-se a leste da Ilha de Santa Catarina. Sua maior atração? Sandboard, o esporte que consiste em descer dunas de areia ou morros, com pranchas especiais semelhantes ao snowboard, algo como o esqui, mas na areia.

É também a praia escolhida por milhares de surfistas pelas suas grandes ondas. Você não os encontrará apenas durante a temporada turística, mas durante todo o ano, porque eles se encontram lá para praticar.

Praia Brava

corajoso? Sim, é uma praia com ondas fortes, daí o seu nome. Fica no norte de Florianópolis. Seu espelho de água azul-turquesa, areia branca e colinas verdes que a cercam é impressionante.

O setor de turismo tem uma grande variedade de serviços: desde aulas de surf, piscinas, parques, quadras de tênis, voos de parapente até acomodações luxuosas ao redor.

eu vou jurar
É a zona mais top e exclusiva da ilha. Além dos 3 km de areia fina e mar quente, vale um passeio pelo bairro onde abundam as mansões de luxo. Onde fica? No noroeste de Floripa.

Em sintonia com a sofisticação da paisagem, possui resorts exclusivos com acesso à praia. A poucos quarteirões, na Avenida dos Búzios, fica o Open Shopping, com diversas lojas para explorar, espaços gourmet e áreas de descanso.

Cachoeira do Bom Jesus

Esta é a Cachoeira do Bom Jesus. Fica ao norte de Florianópolis e se caracteriza por ser muito calma, quase sem ondas e com pouco vento. O destino perfeito para visitar com a família.

Tem uma extensão de 3 km e é muito ampla. Com bares ao longo da praia, é o local ideal para se divertir além do pôr do sol.

Campeche

É o coração da ilha, entre pequenas dunas e vegetação. Tem 10 km de extensão, muito ampla e paradisíaca, como todas as praias da região. No entanto, suas águas são frias e geralmente muito salgadas.

Na área também é possível encontrar bares, restaurantes e várias opções de hospedagem no litoral. A sua vista é muito pitoresca devido à vegetação e às dunas.

Um fato que está longe de ser menor: essas dunas do Campeche cobrem uma área de 121 hectares que foram nomeadas Patrimônio Natural e Paisagístico do município. Como se não bastasse, em frente fica a Ilha do Campeche, uma ilha paradisíaca que pode ser alcançada de barco.

Conheça a lagoa de água salgada de Florianópolis
A Lagoa da Conceição é cercada por morros, areia e mar. É a maior da ilha, alimentada pelo canal da Barra da Lagoa, que entra pelo mar e mistura água doce e salgada.

Além de uma intensa vida noturna, muito popular no Brasil, lá você pode praticar qualquer esporte aquático que você possa imaginar: kitesurf, windsurf, caiaque, stand-up paddle e muito mais.

Durante o verão, a temperatura média da água é de 27º. Este calor somado à falta de ondas, fazem desta lagoa um espaço mais seguro, principalmente para as crianças.

Sem dúvida, a Ilha da Magia -como é conhecida- surpreende em todos os sentidos. É um paraíso onde quer que você olhe! Tenha em mente que os climas mais quentes são encontrados de janeiro a maio, ou de agosto a dezembro.

Além das praias, ilhas e montanhas, vale a pena conhecer a cultura dos manezinhos -são os nascidos lá-, que mantêm os costumes e festas que herdaram da colonização portuguesa. E no roteiro não pode faltar o passeio cultural pelo centro histórico, o Morro da Cruz e a Avenida de las Rendeiras.