Na região nordeste se encontra o estado do Maranhão tendo como limites o Oceano Atlântico ao norte, Tocantins ao sul, o Piauí a leste e o Pará a oeste.

É o único estado nordestino que possui uma parte da floresta Amazônica, algumas áreas com proteção ambiental. A economia da região é movida pela agricultura de soja, mandioca, arroz e milho, pelo extrativismo, pela indústria de transformação de alumínio, pela pecuária e pelos serviços. Há controvérsias na origem do nome desta unidade federativa, porém a mais aceita é que Maranhão foi o nome dado ao Rio Amazonas pelos nativos da região antes que os europeus chegassem.

 

O estado apresenta um ecossistema riquíssimo em cachoeiras, manguezais, praias, rios e um deserto tropical.

Santo Amaro ainda é pouco visitado por turistas por causa do acesso que é difícil. A cidade fica de frente para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses e é conhecido como ‘O paraíso dos lençóis’ devido a suas grandes lagoas pouco agitadas. A Chapada das Mesas na cidade de Carolina é maravilhosa para os amantes das cachoeiras e cânions rodeados de estruturas rochosas. Alcântara é um cidade histórica bem perto da capital maranhense se a rota escolhida for através de barco pelo bairro Praia Grande. Foi construída durantes os séculos XVIII e XIX, sendo uma das cidades mais ricas do estado. Até hoje, ainda é possível observar os vestígios dos casarões coloniais nas praças e nas ruínas espalhadas pela cidade. São Luís ganhou o título de Patrimônio Cultural pela Unesco em 1977, pois abriga um dos maiores conjuntos arquitetônicos históricos do Brasil. Outro ponto bastante interessante para se conhecer é o Circuito da Farinha. Fica na Comunidade de Tapuio, onde eles mostram como é feito o processo do cultivo da mandioca e a fabricação da farinha. É difícil descrever o Maranhão!

Passagens em www.plataforma10.com.br