O estado da Bahia é o maior estado da região nordestina e o quinto maior do Brasil. Dono de uma cultura riquíssima, a Bahia se sobressai com sua culinária “quente” (com bastante pimenta) e seus músicos ‘arretados’. A cidade faz divisa com diversos estados entre eles Sergipe, Piauí, Distrito Federal, Minas Gerais, Espírito Santo e Tocantins.

Em fevereiro, é o ápice do turismo na cidade Salvador, sua capital. Com diversos blocos de carnaval, trios elétricos, e carnaval de rua, a cidade arrasta multidões tornando o período atrativo até para os turistas de outros países.

A Bahia é muito miscigenada por ter sido explorada por povos tão diferentes e terem sidos obrigados a conviver juntos: portugueses colonizadores, os índios nativos e os negros escravizados. Com isso, o estado é o que abriga a maior população negra do país. Berço de muitos famosos, a Bahia carrega a naturalidade de grandes escritores como Jorge Amado, Castro Alves, Gregório de Matos e grandes cantores como Caetano Veloso, João Gilberto, Gal Costa e Pitty. Exerce grande influência na música, na culinária e na religião celebrada nas festas de Nosso Senhor do Bonfim e de Iemanjá.

A Bahia, por ser considerado um grande centro histórico e ter seus portos como fonte mercantil do país, foi eleita a primeira capital do Brasil, sendo mais tarde transferida ao Rio de Janeiro e, em seguida, a Brasília, a cidade planejada. O estado conta com diversos pontos turísticos como Elevador Lacerda, considerado o primeiro elevador urbano do mundo, inaugurado em dezembro de 1873 e que liga as partes baixa e alta da cidade de Salvador. Pelourinho que no tempo da escravidão era o lugar onde os escravos eram castigados, hoje atrai muitos turistas por sua arquitetura invejável e colorida, inclusive Michael Jackson que gravou seu clipe: They don’t care about us.