Santo Anjo

 

Procure sua passagem

Na época em que foi criada, isto é, em 1947, a viação Santo Anjo enfretava o trajeto sobre a areia do litoral do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Devido à dificuldade de andar sobre essa estrada, os 160 km a serem percorridos levavam até 3 dias. Imagine que estamos falando de um &eacu... Ver más

Santo Anjo

Na época em que foi criada, isto é, em 1947, a viação Santo Anjo enfretava o trajeto sobre a areia do litoral do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Devido à dificuldade de andar sobre essa estrada, os 160 km a serem percorridos levavam até 3 dias. Imagine que estamos falando de um época em que não tínhamos a tecnologia tão avançada como a de hoje, então comunicar por telefone ou até mesmo telegrama não correspondia à realidade. As viagens não eram preestabelecidas como altualmente, pois as adversidades climáticas como chuvas e marés determinavam quando ocorreriam cada viagem.

A ideia que impulsionou Herbert Falk a fundar a empresa surgiu pela necessidade de transportar gaúchos que visitavam constantemente a cidade de Tubarão, lugar onde ele tinha um hotel e, especialmente na época de alto temporada, recebia esses viajantes que se hospedavam em seu hotel. Poucos anos depois, a direção da empresa é passada aos irmãos Damiani que decidem investir em novas frotas e concessões, expandindo a área de atuação de transporte de passageiros.

Zelindro Damiani conta a sua história no livro Sonhos Sobre Rodas sobre as dificultades que os motoristas tiveram que enfrentar nos primeiros anos da empresa por questões mencionadas anteriormente, como as estradas de areia. Inclusive, conta uma história bastante inacreditável que aconteceu com um dos ônibus que ficou atolado na areia e que aos poucos foi coberto pelas ondas do mar. Digno de um caça ao tesouro já que este ônibus nunca foi encontrado.

A Santo Anjo sempre esteve muito comprometida com os seus clientes. Não é a toa que assim que o primeiro Regulamento de Transporte Rodoviário de Passageiros no Brasil foi lançado, a empresa foi a primeira a conseguir o registro em 1971, por isso seu Certificado de Registro é de número 1.

É normal muitos associarem o nome Santo Anjo a questões religiosas, até porque em sua grande maioria, o Brasil é bastante religioso. Entretando, essa não é a razão. Na verdade, esse nome é uma homenagem que remete às suas origens. A empresa foi fundanda no bairro Santo Anjo da Guarda, a apenas 12 km do centro de Tubarão – lembra? Aquela famosa cidade onde Herbert Falk tinha um hotel – uma cidade catarinense famosa por suas águas termais.

Com muito empenho, a empresa veio se desenvolvendo e em 2014, o senhor Sérgio Tadeu Pereira e seu filho Carlos Henrique Pastro Pereira assumem a liderança da Santo Anjo e se juntam a um grupo econômico que preza pela qualidade em seu serviço e foca na satisfação do cliente. Este grupo é formado pelas empresas Navegantes, Sogil e Visate, todas gaúchas. No ano seguinte, a sede é transferida a Florianópolis e encerra seu setor de cargas. Entretanto, começa a atuar no serviço de pequenas encomendas de até 50 kg por volume em 2016.

A principal linha de transporte rodoviário liga duas grandes cidades, Florianópolis e Porto Alegre. Já os serviços de encomenda e locação de ônibus ficam em Imbituda. Em Santa Catarina, a Santo Anjo se tornou referência pelo seu serviço de qualidade, responsabilidade para com os passageiros e transportando mais de 1 milhão de clientes ao ano. Não perca a oportunidade de se aventurar nessa experiência.